O CONDICIONADOR HAIR DRY DA AMEND

O CONDICIONADOR HAIR DRY DA AMEND
condicionador-amend-hair-dryO condicionador Hair Dry Nutrição e Força da AMEND ganhou um lugar permanente na minha prateleira de produtos para cabelos. Testei e aprovei!A característica deste condicionador que mais me conquistou foi devido ao produto não deixar meus cabelos engordurados e pesados. Tenho um problema sério com condicionadores, pois a maioria deixa os fios horríveis e pegajosos. O Hair Dry Nutrição e Força deixou meus cabelos super hidratados, macios, soltos e muito fáceis de pentear. Também achei que ajudou a diminuir o frizz dos fios.

Continuar lendo O CONDICIONADOR HAIR DRY DA AMEND

Anúncios

LEAVE-IN CRUELTY FREE: SURYA X AMEND

LEAVE-IN CRUELTY FREE: SURYA X AMEND

LEAVING_AMEND_SURYA_BLOG

Hoje vou contar minha experiência com dois tipos de leave-in: o Creme para pentear – Maracujá e Copaíba com óleo orgânico de alecrim produzido pela SURYA DO BRASIL e o Leave-in – Hair Dry, Nutrição e força com óleo de avelã, manteiga de Karité, extrato de tamarindo e filtro solar da AMEND.

Continuar lendo LEAVE-IN CRUELTY FREE: SURYA X AMEND

Brigadeiro vegan com leite de amêndoas

BRIGADEIRO COM LEITE CONDENSADO DE AMÊNDOAS

Brigadeiro feito com leite condensado de leite de amêndoas é simplesmente irresistível.

FOTO: ROBERTO MONTEIRO
FOTO: ROBERTO MONTEIRO

Continuar lendo Brigadeiro vegan com leite de amêndoas

FATOS SOBRE SAPOS – PARTE 1

FATOS SOBRE SAPOS – PARTE 1

Este material foi produzido pela Animalearn e traduzido pela Associação Protetora dos Animais – APASFA. Visite o site da Apasfa. Clique aqui

Foto: Getty Images
SAPOS SÃO ANIMAIS ENCANTADORES E INTELIGENTES.

 Parte 1

SAPOS SÃO ANIMAIS FASCINANTES

Continuar lendo FATOS SOBRE SAPOS – PARTE 1

O PACOTE DO RATO – PARTE 1

O PACOTE DO RATO – PARTE 1

Este material foi produzido pela Animalearn e traduzido pela Associação Protetora dos Animais – APASFA com finalidade educacional.

A foto dos ratinhos é da fotógrafa inglesa Jessica Florence que publicou dois livros com as fotos desses lindinhos, chamados: Bug e Duck and Worm. Visite o flickr de Jessica https://www.flickr.com/photos/necilbug/ para ver mais fotos e se apaixonar por estas criaturinhas encantadoras. Veja como ratos são bichinhos lindos e fofos. Vamos ter respeito pelos ratos, que tem tanto direito a vida quando cães, gatos, cavalos...
A foto dos ratinhos é da fotógrafa inglesa Jessica Florence que publicou dois livros com as fotos desses lindinhos, chamados: Bug e Duck and Worm. Visite o flickr de Jessica https://www.flickr.com/photos/necilbug/ para ver mais fotos e se apaixonar por estas criaturinhas encantadoras. Veja como ratos são bichinhos lindos e fofos. Vamos ter respeito pelos ratos, que tem tanto direito a vida quando cães, gatos, cavalos…

Parte 1

RATOS, RATAZANAS E CIA

Continuar lendo O PACOTE DO RATO – PARTE 1

UMA VIDA DE ELEFANTE

UMA VIDA DE ELEFANTE

UMA VIDA DE ELEFANTE foi produzido pela PETAPeople for the Ethical Treatment of Animals e traduzido pela Associação Protetora dos Animais São Francisco de Assis – APASFA. Este material pode ser divulgado em sites, blogs e outros meios de comunicação por educadores, membros de ONGs de defesa dos animais, bem como todas as pessoas engajadas na luta pelos direitos dos animais, desde que o propósito da divulgação seja educativo e sem fins lucrativos. Se quiser mais material educativo, visite o site da APASFA, que você encontrará muitas novidades interessantes para ajudar no processo de educação especialmente de crianças e adolescentes. Vale a pena visitar o site da APASFA.
Uma Vida de Elefante foi produzido pela PETA – People for the Ethical Treatment of Animals e traduzido pela Associação Protetora dos Animais São Francisco de Assis – APASFA.
Uma Vida de Elefante foi produzido pela PETA – People for the Ethical Treatment of Animals e traduzido pela Associação Protetora dos Animais São Francisco de Assis – APASFA.

. Continuar lendo UMA VIDA DE ELEFANTE

Saiba mais sobre alimentação vegana

Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

Uma alimentação vegana (vegetariana pura) equilibrada:

Por Sílvia Ferreira
Décadas de experiência, culminando em mais de 1 milhão de veganos em todo o mundo, demonstram que o regime vegano é saudável e apropriado para todas as idades.

Continuar lendo Saiba mais sobre alimentação vegana

Simplesmente Gatos – Artur da Távola

 GATOPRETO

Simplesmente Gatos

Artur da Távola

“Bichos polêmicos sem o querer, porque sábios, mas inquietantes, talvez por isso…nada é mais incômodo que o silencioso bastar-se dos gatos. O só pedir a quem amam. O só amar a quem os merece.

Continuar lendo Simplesmente Gatos – Artur da Távola

ODEIO RODEIO – RITA LEE

RITA LEE / Foto: Reprodução/Instagram/dudamolino
RITA LEE / Foto: Reprodução/Instagram/dudamolino
Por Rita Lee,
Não sou uma ET, mas fico indignada sempre que os terráqueos desrespeitam os outros três reinos do planeta: o mineral, o vegetal e o animal. A tal da imagem e semelhança de Deus conferida à raça humana é uma piada.
Hoje vou falar sobre rodeios. Rodeio é um vergonhoso lixo cultural norte americano onde os animais são submetidos às mais cruéis torturas. Não me refiro aqui a cavalos e bois de raça. Falo dos pobres pangarés vira-latas. E não me venham os defensores dessa indústria, tão milionária quanto imbecil, afirmar que pulam daquela maneira porque são bravos e selvagens. Aqueles pobres animais pulam de dor!

Continuar lendo ODEIO RODEIO – RITA LEE

Não atire o pau no gato!

Não atire o pau no gato!

Sempre ouvimos canções infantis que ensinam a crueldade e o desrespeito aos animais. Então, que tal os educadores e os pais ensinarem as novas versões destas músicas que despertem  nas crianças o amor e o respeito aos animais?gato com crianca

Continuar lendo Não atire o pau no gato!

Como cuidar de um gato

Como cuidar de um gato

Foto: Getty Images
Foto: Getty Images
    • Alimentação

Alimente seu  bichano duas vezes ao dia, num lugar calmo e isolado. Ele precisa de sossego para comer direito. Não se esqueça de lhe deixar água fresca sempre à disposição. Quando filhote, o gatinho deve ser alimentado no mínimo três vezes ao dia.

Continuar lendo Como cuidar de um gato

ANIMAIS CURAM!

Animal em casa pode significar boa saúde para as crianças

Foto: Getty Images
Foto: Getty Images
Crianças que vivem em lares onde existem animais domésticos têm organismos mais preparados para se defender de eventuais problemas de saúde. É o que indica um novo estudo apresentado por pesquisadores da universidade britânica de Warwick. Liderados por June McNicholas do Departamento de Psicologia da universidade, especialistas analisaram amostras de saliva de 138 crianças e detectaram que as que mantiveram contato com animais correm menor risco de contrair infecções.

Continuar lendo ANIMAIS CURAM!

Circo legal não tem animal

Circo legal não tem animal

Campanha contra o uso de animais em circos.
Fantástica Campanha publicitária: “Os animais não são palhaços” feita pela Liga Portuguesa dos Direitos do Animal – LPDA, em parceria com a Acçao Animal, entidade internacional de defesa dos animais, contra a utilização de animais em circos.
Muitas pessoas ainda acreditam que o circo é um bom divertimento para todos. Crianças e adultos têm sido enganados ao pensar que os animais de circo são felizes. A maioria das pessoas só os vê soltos e fora das jaulas sob luzes fortes, cercados por músicas e brilho. Poucos sabem que esses animais são mantidos acorrentados e enjaulados na escuridão, treinados sob tortura, negados ao sol e ao ar fresco a maior parte de suas vidas.

Continuar lendo Circo legal não tem animal

Os Bastidores do Rodeio

Os Bastidores do Rodeio

Thaila Ayala apoia campanhas contra os rodeios.
Atriz Thaila Ayala é contra os rodeios.
Entre os algozes dos animais, encontram-se alguns eventos da indústria da diversão. Um deles, que infelizmente está se alastrando pelo país, é o rodeio, que apesar de não ser da nossa cultura, pois foi importado do Texas, comprovadamente atinge os animais com maus tratos e atos cruéis.

Continuar lendo Os Bastidores do Rodeio

ADESTRAMENTO

ADESTRAMENTO

Foto: Getty Images/Thinkstock
Foto: Getty Images/Thinkstock
Por Eduardo Rubio (adestrador)
Permita-me esclarecer que escrevendo este artigo não pretendo ser a voz da sabedoria ou senhor da verdade, apenas dividir com vocês minhas experiências frente ao adestramento de cães.
A primeira coisa a ser feita quando se pretende adestrar um cão é respeita-lo, e isto não quer dizer ter medo dele e sim aceita-lo como um ser complexo e diferente da nossa espécie, portanto tem seus limites e características próprias.

Continuar lendo ADESTRAMENTO

Ilustres Visitantes: As Baleias Jubarte

Nossas Ilustres Visitantes: As Baleias Jubarte

Baleias jubartes com filhote. Foto: Arquivo/IBJ
Baleias jubartes com filhote. Foto: Arquivo/IBJ
A Megaptera Noveaengliae é um mamífero aquático, pertencente à família balaenopteridae. È uma baleia verdadeira, ou seja, um representante da subordem Mysticeti, pois possui barbatanas no lugar de dentes. Recebe os nomes vulgares de Baleia-cantora, Jubarte, Jorobada, Corcunda, Baleia-preta ou “Humpback Whale” em inglês.

Continuar lendo Ilustres Visitantes: As Baleias Jubarte

Golfinhos em cativeiro

Golfinhos em cativeiro

Foto: Stanzani
Foto: Stanzani
Imagine que você é um jovem golfinho. O oceano é seu playground e você nada até 40 milhas por dia, atrás de peixes e brincando com seus amigos. Agora imagine que você é violentamente arrancado de sua casa e vendido a um parque marinho onde tem que saltar através de arcos e interagir com o público pagante para receber comida. Entre os shows você é forçado a esperar num tanque de tamanho suficiente para te conter. Se quisesse nadar 40 milhas teria que circular o tanque 3.500 vezes.
Infelizmente, esta é a vida de centenas de golfinhos mantidos em cativeiro para entreter seres humanos de todo o mundo. Infelizmente, o “sorriso” do golfinho é sua perdição. Só porque ele “parece feliz” não significa que esteja feliz. De fato isto não poderia ser mais falso. Eis aqui porque:
Continuar lendo Golfinhos em cativeiro

Tartarugas marinhas

Tartarugas marinhas

Foto: Monste Grillo
Foto: Monste Grillo
  •  Quem são elas?

As tartarugas marinhas são répteis e, como tal, possuem pele seca, coberta de placas, respiram por pulmões e a temperatura do corpo é regulada de acordo com a temperatura ambiente. As tartarugas marinhas possuem nadadeiras, daí a diferença entre elas e os jabutis, pois estes são terrestres e têm patas parecidas com as patas de um elefante e os cágados, que vivem na água doce, mas têm patas também, com membranas entre os dedos para facilitar a natação.

Continuar lendo Tartarugas marinhas

A verdade sobre a Toxoplasmose

TOXOPLASMOSE: Não é necessário expulsar os animais de estimação de casa quando você engravidar.

RELATO DE UMA CONSULTA MÉDICA

Foto: Chloe Sevigny e seu gato.
Foto: Chloe Sevigny e seu gato.
Há algumas semanas recebi em meu ambulatório uma paciente gestante que vinha encaminhada por seu médico obstetra. Ela chegou angustiada e solicitava algumas orientações. Vou transcrever a consulta.
Paciente: Bom dia, disse-me a mulher, estou grávida de 3 meses e iniciei o pré-natal. Na primeira consulta o médico fez algumas perguntas e solicitou vários exames. Quando lhe disse que eu tinha uma gatinha em casa ele recomendou que desfizesse-me dela pois, poderia transmitir uma doença chamada toxoplasmose que poderia causar dano ao meu bebê. Fiquei muito preocupada mas, adoro minha gatinha e queria saber como proceder?
Médica: É verdade que a Toxoplasmose é uma doença infecciosa causada por um microorganismo chamado Toxoplasma gondii e, que pode ser transmitida pelas fezes do gato, mas fique tranqüila, porque não há nenhuma necessidade de desfazer-se de seu animalzinho de estimação.
Paciente: Só existe esta forma de transmissão?
Médica: Não. A ingestão de carnes mal cozidas também é uma das formas de transmissão.
Paciente: Quais são os sintomas?
Médica: Sua manifestação clínica é variada. Na maior parte dos casos não apresenta sintomas mas, pode causar febre com surgimento de gânglios pelo corpo, principalmente no pescoço e comprometimento dos olhos com distúrbios da visão.
Paciente: Não há como evitar a contaminação?
Médica: Sim, as formas de prevenção interrompem as vias de transmissão. Normas básicas de higiene são necessárias e suficientes para evitar a doença não havendo necessidade de qualquer pessoa ter que se desfazer de seu animal, incluindo gestantes e pessoas com baixa resistência imunológica. Estas normas são: 
Não ingestão de carnes mal cozidas;
Lavar as mãos após a limpeza das caixas higiênicas dos gatinhos.
Portanto, se você seguir estas orientações de maneira adequada não há necessidade de desfazer-se de sua gatinha.
“Animais transmitem doenças”: este é um paradigma, inclusive entre médicos. No entanto, afirmo que animais saudáveis não transmitem doença e que o proprietário responsável, que cuida e preserva a saúde de seus animais e, que tenha hábitos higiênicos não apresenta riscos de infecção.
Só depende de cada um a preservação de sua própria saúde ao lado de seu animal, também saudável.
Paciente: Muito obrigada pelo esclarecimento. Agora fico mais tranqüila. A mulher despediu-se e saiu.
É importante que esta informação seja divulgada para que os animais não sofram por causa da ignorância das pessoas.
Profa  Nédia Maria Hallage
Médica Infectologista e Epidemiologista
Pós-graduada pela Escola Paulista de Medicina – UNIFESP
Professora da matéria na Faculdade de Medicina do ABC
Fonte: A Coragem de Fazer o Bem – Instituto Nina Rosa – Projetos por amor à vida.
E-mail: institutoninarosa@terra.com.br

Experiências dimensionam a inteligência animal

Experiências dimensionam a inteligência animal

Foto: Ilustração
Foto: Ilustração
Buytendijk transcreve, no livro L´Homme et l´Animal, a respeito do comportamento inteligente dos animais, o seguinte trecho da obra Wege zum Verstanddnis der Frire: Um rato subiu à beira de um vaso metálico de bordas baixas, em que havia água, e viu flutuando ali um bloco de madeira, sobre o qual se achava um pedaço enorme de carne. O bloco estava distante do centro, enquanto o rato se encontrava na parte oposta, afastada do bloco. Ele olhou e em seguida saltou para o chão, correndo num impulso até o lugar mais próximo do bloco. De lá, tentou escalar a borda do vaso( mas não podia, do chão, avistar o bloco dentro d`água, pois a beira do recipiente estava a 20 centímetros de altura ).

Continuar lendo Experiências dimensionam a inteligência animal

O raciocínio matemático dos animais de Elberfeld

O raciocínio matemático dos animais de Elberfeld

Foto: Ilustração
Foto: Ilustração
Em 1912, pubicavam-se, no Annales des Sciences Psychiques, os resultados das experiências realizadas, em Elberfelde, Alemanha, com os cavalos Nuhamed e Zarif. Esses inteligentes animais – informa Gabriel Delannne -, por meio de um alfabeto convencional, podiam executar cálculos complicados, indo mesmo até à extração de raízes quadradas e cúbicas.

Continuar lendo O raciocínio matemático dos animais de Elberfeld

Eles existem. Logo, pensam

Eles existem. Logo, pensam

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Testes realizados nos Estados Unidos provam que os animais sabem raciocinar e conversar. Só não conseguem ler o filósofo Descartes.

O filósofo e matemático francês René Descartes errou: os animais pensam. Assim como muitos cientistas que o antecederam ou precederam, Descartes( 1596 – 1650 ) achava “uma irracionalidade” considerar os animais dotados de inteligência. È inconcebível achar que os animais usem palavras ou signos, juntando-os como nós fazemos”, sentenciou ele em 1637. Faltou para o gênio francês aquilo que os humanos conceituaram como humildade.

Continuar lendo Eles existem. Logo, pensam

A Verdadeira Face da Experimentação Animal

A Verdadeira Face da Experimentação Animal – Entrevista com Sergio Greif

sergio-greif1
Sergio Greif com cães.
Sérgio Greif, 25 anos, se formou em biologia pela Unicamp, onde agora faz mestrado em nutrição humana. Apaixonado pela ciência e vegetariano desde criança, ele se dedica de corpo e alma a pesquisar e divulgar o vegetarianismo e a antivivissecção. Sérgio concretizou suas idéias no livro (que escreveu com Thales Tréz, que agora faz mestrado em ética prática na Bélgica) “A Verdadeira Face da Experimentação Animal – Sua Saúde em Perigo”. Aqui o representante brasileiro da Interniche fala, como não podia deixar de ser, sobre vivissecção e vegetarianismo – e expõe para a Planeta na Web os motivos pelos quais se tornou um fervoroso ativista pelo direito dos animais.

Continuar lendo A Verdadeira Face da Experimentação Animal

Você sabe o que é Vivissecção?

 Você sabe o que é Vivissecção?

Foto do DVD  Não Matarás – os animais e os homens nos bastidores da ciência produzido pelo Instituto Nina Rosa – projetos por amor à vida
Foto do DVD Não Matarás – os animais e os homens nos bastidores da ciência produzido pelo Instituto Nina Rosa – projetos por amor à vida.
Por Redação Lionvegan
Vivissecção é a operação feita em animais vivos com o objetivo de realizar estudos anatomo-fisiológicos. Essas experiências são realizadas, em alguns casos, sem aplicação de anestésico, pois os cientistas alegam que os anestésicos interferem nas funções orgânicas do animal, alterando o resultado das pesquisas. Os experimentos ocorrem principalmente nas áreas neurológicas, psico-comportamentais, nos testes armamentistas e nas pesquisas relacionadas ao fumo, ao álcool e aos cosméticos, onde são utilizados entre outros, o Teste Draize e LD 50.

Continuar lendo Você sabe o que é Vivissecção?

RAZÕES DE SAÚDE PARA O VEGETARIANISMO

 Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

RAZÕES DE SAÚDE  PARA O VEGETARIANISMO

A opção por uma alimentação vegetariana equilibrada é considerada, desde há anos e por várias organizações e instituições, como uma escolha saudável e benéfica, já que ajuda a prevenir e a tratar várias doenças e problemas de saúde.

Continuar lendo RAZÕES DE SAÚDE PARA O VEGETARIANISMO

Para Yemanjá oferendas, para o mar lixo

Para Yemanjá oferendas, para o mar lixo

Ilustração: Fratelli Fabbri Editore, Milano.
Ilustração: Fratelli Fabbri Editore, Milano.
Por Alexandre Rodrigues
Dia 02 de fevereiro, dia de festa em Salvador. A rainha do mar é homenageada com muitos presentes e muita alegria. O simbolismo do candomblé mobiliza a capital baiana. Oferendas são jogadas no mar como demonstração de fé. Mas onde estão as notícias informando a quantidade de lixo que é despejado no fundo do oceano Atlântico?

Continuar lendo Para Yemanjá oferendas, para o mar lixo

Denuncie maus-tratos

filhote-cachorro-20131230-size-598
Como denunciar maus tratos aos animais

DIREITOSDOSANIMAIS

Como denunciar maus-tratos contra animais

Um breve estudo sobre como tratar na Delegacia de Polícia para denunciar maus-tratos a animais e obter o B.O. (Boletim de Ocorrência).

Por Dra. Cristina Urquiola – Advogada

Caso você veja ou saiba de maus-tratos (ex:.manter animalcachorronaoebriquedo trancafiado em locais pequenos ou mantê-lo permanentemente em correntes; envenenamento de animal; manter o animal em lugar anti-higiênico; golpear, mutilar um animal; utilizar animal em shows que possam lhe causar pânico ou estresse; agressão física a um animal indefeso; abandono de animais; não procurar um veterinário se o animal adoecer etc.- [ver art. 3º do Decreto Federal 24.645/34]), não pense duas vezes: vá à delegacia mais próxima para lavrar boletim de ocorrência ou, na dúvida, no receio, compareça ao fórum para orientar-se com o Promotor de Justiça. A denúncia de maus-tratos é legitimada pelo Art. 32, da Lei Federal n.º 9.605 de 1998 (Lei de Crimes Ambientais).

Preste atenção a esta dica: leve com você, por escrito, o número da lei (no caso a 9605/98) com o art. 32, porque em geral a autoridade policial nem tem conhecimento dessa lei, ou baixe pela internet a íntegra da lei para entregá-la na Delegacia.

Assim que o Escrivão ouvir seu relato sobre o crime, a ele cumpre instaurar inquérito policial ou lavrar um Termo Circunstanciado. Se se negar a fazê-lo, sob qualquer pretexto, lembre-o que ele pode ser responsabilizado por crime de prevaricação, previsto no art. 319 do Código Penal (retardar ou deixar de praticar, indevidamente, ato de ofício, ou praticá-lo contra disposição expressa de lei, para satisfazer interesse ou sentimento pessoal). Leve esse artigo também por escrito naquele mesmo pedaço de papel.

O Escrivão irá tentar barrar o seu acesso ao Delegado, mas faça valer os seus direitos, exija falar com o Delegado que tem o dever de lhe atender e o dever de fazer cumprir a lei, principalmente porque você é quem paga o salário desses funcionários, com seus impostos. Diga que no Brasil os animais são “sujeitos de direitos”, vez que são representados em Juízo pelo Ministério Público ou pelos representantes das sociedades protetoras de animais ( §3º, art. 2º do Decreto 24.645/34) e que, se a norma federal dispôs que eles são sujeitos de direitos, é obrigação da autoridade local fazer cumprir a lei federal que protege os animais domésticos.

Como último argumento, avise-o que irá queixar-se ao Ministério Público, à Corregedoria da Polícia Civil e, ainda, que você fará uma denúncia ao Secretário de Segurança Pública (aliás, carregue sempre esses telefones na sua carteira). Para tanto, anote o nome e a patente de quem o atendeu, o endereço da Delegacia, o horário e a data e faça de tudo para mandá-lo lavrar um termo de que você esteve naquela delegacia para pedir registro de maus-tratos a animal. Se você estiver acompanhado de alguém, este alguém será sua prova testemunhal para encaminhar a queixa ao órgão público.

Se você tiver em mãos fotografias, número da placa do carro que abandonou o animal, laudo ou atestado veterinário, qualquer prova, leve para auxiliar tanto na Delegacia quanto no MP.

SAIBA QUE VOCÊ NÃO SERÁ O AUTOR DO PROCESSO JUDICIAL QUE PORVENTURA FOR ABERTO A PEDIDO DO DELEGADO. Sabe por que? Preste atenção: O Decreto 24.645/34 reza em seu artigo 1º que: “Todos os animais existentes no país são tutelados pelo Estado”; e em seu artigo 2º – parágrafo 3º, que : “Os animais serão assistidos em juízo pelos representantes do Ministério Público, seus substitutos legais e pelos membros das Sociedades Protetoras dos Animais”. Logo, uma vez concluído o inquérito para apuração do crime, ou elaborado o Termo Circunstanciado, o Delegado o encaminhará ao Juízo para abertura da competente ação, onde o Autor da ação será o Estado.

Se o crime for contra Animais Silvestres (Animal Silvestre: são todos aqueles animais pertencentes às espécies nativas, migratórias e quaisquer outras, aquáticas ou terrestres, que tenham a sua vida ou parte dela ocorrendo naturalmente dentro dos limites do Território Brasileiro e suas águas jurisdicionais – fonte: http://www.renctas.org.br, e-mail: renctas@renctas.org.br), pode também dar ciência às autoridades policiais militares, mas, em especial, à Policia Florestal ou ao IBAMA (Tel: 0800-618080 – “Linha Verde”).

Se você for do Rio de Janeiro, tenha em mãos o telefone do Disque-denúncia (0xx21-2253-1177) que também recebe denúncias sobre maus-tratos, tráfico de animais, envenenamentos, trabalhos forçados, espetáculos que praticam abusos e maus-tratos (circos, rodeios, brigas de cães e de galos etc.).

A prefeitura de SP tem um site onde você pode fazer solicitações de seus serviços, incluindo denúncias contra maus-tratos. O site é: http://sac.prodam.sp.gov.br/, mas tal procedimento é mais demorado e o auxílio pode vir tarde demais.

Uma outra dica também muito importante: Você sabia que as Associações de Bairro representam uma força associativa que pode provocar as autoridades na tomada de atitudes concretas em prol da comunidade? Pois é, existe uma Lei de n.º 7.347,de 24.07.85, que confere a essas associações, qualificadas como entidades de função pública, ingressar em juízo na proteção dos bens públicos para preservar a qualidade de vida, inclusive com mandado de segurança (Constituição Federal, art.5º, LXX, “b”) para a preservação desse bens e como a fauna é um patrimônio público, esta associação tem legitimidade para tanto. Portanto, se o seu bairro estiver organizado em Associação, procure-a e peça que alguém o acompanhe até a Delegacia ou ao Fórum mais próximo.

Não se esqueça também que o B.O. pode ser feito, dentro da Grande São Paulo, pela internet, através do site http://www.seguranca.sp.gov.br; basta preencher o B.O. na tela do computador e, em após um espaço de tempo, a Polícia entrará em contato para a confirmação das informações prestadas. A partir daí, o B.O. estará disponível para cópia via impressora, procedimento este, também, que é muito mais demorado para determinados casos que requerem urgência.

O que fazer quando presenciar maus-tratos ou ver cavalos ou burros doentes, magros? Não chame a carrocinha. Antes, peça orientação às Sociedades Protetoras de Animais ou, ainda, informe-se melhor acessando os únicos site brasileiros totalmente destinados aos eqüinos, à sua proteção e defesa: http://geocities.yahoo.com.br/equinosbrasil/

Obras e artigos consultados:

01. Direito dos Animais, de Laerte Fernando Levai;

02. Direito dos Animais, de Diomar Ackel Filho;

03. Constituição Federal/88;

04. Código Penal;

05. Site http://www.arcabrasil.org.br ;

06. Site http://www.aprodan.hpg.ig.com.br/legisla.htm ;

07. Site http://www.ibama.gov.br ;

08. Site http://www.falabicho.org.br ;

09. Site http://geocities.yahoo.com.br/equinosbrasil/

10. Site http://www.renctas.org.br

AMEAÇA DE ENVENENAMENTO A ANIMAIS É CRIME!
Autor: Maria Cristina Azevedo Urquiola.

denuncie_cao_direitos
Foto: Ilustração

AMEAÇA DE ENVENENAMENTO A ANIMAIS

Drª MARIA CRISTINA AZEVEDO URQUIOLA – ADVOGADA – mca_urquiola@ig.com.br – (11) 9654-8038

Muito me perguntam sobre o que fazer quando algum vizinho ameaça envenenar seus animais, queixa comum quanto a gatos e cães. Gostaria de nortear a pessoa vítima dessa cruel ameaça, trançando estas poucas considerações.

Em primeiro, a “ameaça” é um crime e está previsto no art. 147 do Código Penal: “Ameaçar alguém, por palavra, escrito ou gesto, ou qualquer outro meio simbólico, de causar-lhe mal injusto e grave: Pena – detenção, de um a seis meses, ou multa”.

Segundo os penalistas como Julio Fabbrini Mirabete, a ameaça deve ser capaz de intimidar, aquela capaz de restringir a liberdade psíquica da vítima, com a promessa da prática do mal grave e injusto. O “mal” de que fala a lei, é justamente esse envenenamento que pode matar, bem como outro mal qualquer como ferir, mutilar o seu animal. O crime se consuma no momento em que a vítima toma conhecimento da ameaça.

A ameaça é crime que se apura mediante representação da vítima ou de seu representante legal, na Delegacia de Polícia.

Na dúvida sobre registrar a ameaça de envenenamento em Termo Circunstanciado ou Boletim de Ocorrência, fui pessoalmente à Ouvidoria da Polícia, que me orientou registrar um B.O. com o título “Preservação de Direitos”.

Faz-se necessário, portanto, o registro de Boletim de Ocorrência por infração ao Código Penal a fim de resguardar os seus direitos conferidos pelo art. 5º da Constituição Federal (vida, liberdade, igualdade, segurança e propriedade) e os dos animais, protegidos pela Lei Federal n.º 9.605 de 1998, para que no futuro possa ser acionado o Réu no Poder Judiciário.

Logo, você pode fazer constar no seu Boletim de Ocorrência (ou Termo Circunstanciado, como melhor ‘preferir’ a autoridade no momento) o seguinte, após narrar os fatos: “Diante da situação resolveu comparecer a esta Delegacia onde a Autoridade Policial determinou a lavratura do presente Boletim, com intuito de mover uma ação cível em desfavor da 2ª parte. Nada mais.”

Você, querendo, pode também pedir para consignar que em virtude da ameaça você tem medo de sair de sua casa e, ao voltar, encontrar suas crianças envenenadas, além dos seus animais.

Não se esqueçam de que a nossa Polícia Preventiva está aí para: Proteger a coletividade; Assegurar direitos; Manter a ordem e o bem-estar; Efetuar prisões em flagrante e de egressos das prisões.
Em segundo, você conhece o excelente “MODELO/ ORIENTAÇÃO PARA PREENCHIMENTO DA “NOTÍCIA CRIME”, que o Instituto Nina Rosa (http://www.institutoninarosa.org.br) divulgou, elaborado pela advogada ambientalista Dra. Viviane Cabral. Preste atenção a mais esta dica:

Esse modelo apresentado pela douta colega nada mais é senão a efetivação do direito garantido no inciso XXXIV do art. 5ºda Constituição Federal, onde: “são a todos assegurados, independentemente do pagamento de taxas: a)o direito de petição aos Poderes Públicos em defesa de direito ou contra ilegalidade de poder; (…)”.

É isso aí, ou seja, você pode, sem a necessidade de pagar advogado para isso (bom economizar, né?), fazer a sua própria petição à Delegacia de Polícia, caso você, por algum impedimento, não pôde lavrar seu Boletim de Ocorrência nos órgãos da Segurança Púbica.
O Direito de Petição cabe a qualquer pessoa, física ou jurídica, por indivíduo ou grupo de indivíduos, por nacionais ou estrangeiros e pode ser dirigido a qualquer autoridade do Legislativo, do Executivo ou do Judiciário, QUE TEM O DEVER DE SE PRONUNCIAR SOBRE ELA, acolhendo-a ou não, com a devida motivação.

Em terceiro, agora vai mais uma porta pra gente bater quando na delegacia de polícia não logramos êxito ao tentar denunciar maus-tratos a animais, seja na forma de prevenção, como a lavratura do termo de preservação de direitos, seja na forma de repressão.

Desde 1º de janeiro/06, Um convênio firmado com a Ouvidoria da Polícia do Estado de SP permite que as 216 subsecções da Ordem recebam críticas e sugestões sobre o trabalho das Policias Civil e Militar, preservando o sigilo.

O presidente da OAB-SP, Luiz Flávio Borges D´Urso, ressaltou, ainda, que outro canal de comunicação para o recebimento das críticas e sugestões da população será o link no site da OAB-SP, que permite acesso direto à página eletrônica da Ouvidoria, para que o material enviado seja encaminhado por meio digital, preservando sigilo.

*Obras e artigos consultados:

01. Direito dos Animais, de Laerte Fernando Levai;

02. Direito dos Animais, de Diomar Ackel Filho;

03. Constituição Federal/88;

04. Código Penal;

05. Ouvidoria da Polícia Civil do Estado de São Paulo

RECLAMAÇÕES, QUEIXAS E SUGESTÕES SOBRE A ATIVIDADE POLICIAL
http://www.ouvidoria-policia.sp.gov.br

DISQUE- OUVIDORIA

DA POLÍCIA 0800-177070
Atendimento
de 2ª à 6ª feira
Das 9:00 às 17:00 h

ATENDIMENTO PESSOAL
das 9:00 às 15:00 h
Rua Libero Badaró, 600

Em quase nove anos de existência, esta Ouvidoria vem consolidando, pouco a pouco, o seu papel institucional de efetiva contribuição para a melhoria e o aperfeiçoamento da atividade policial, sobretudo nos aspectos da legalidade, eficiência e prática dos valores democráticos.

Drª MARIA CRISTINA AZEVEDO URQUIOLA – ADVOGADA – mca_urquiola@ig.com.br – (11) 9654-8038

*A reprodução desta obra é autorizada, desde que respeitada a autoria e a bibliografia.

“Deus nos fez perfeitos, ele não escolhe os capacitados. E sim capacita os escolhidos. Fazer ou não algo só depende de nossa vontade e perseverança. Albert Einstein.”

Maus-tratos e abandono é crime e está previsto na lei de crimes ambientais, número 9605/98. A pena pode variar de três meses a um ano. A punição pode ser aumentada de 1/6 a 1/3 em caso da morte do animal.

Fonte: Florais e Cia – Terapias para animais e humanos

*VISITE O SITE DA APASFA E SAIBA MAIS SOBRE COMO DENUNCIAR MAUS-TRATOS CONTRA ANIMAIS – CLIQUE AQUI

*Contatos importantes:

1. Promotoria de Justiça do Meio Ambiente:

São Paulo

0xx11-3119.9524

Salvador/BA

Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça do Meio Ambiente – CEAMA

Rua Pedro Américo, no 13, Jardim Baiano, Nazaré, Salvador/BA – CEP: 40.050-340

Telefone: (71) 3321-6656 / 3322-1871 / 5089 – Ramais 220 e223

2. Denúncia ao Ministério Público:

Rio Grande do Sul

Promotoria de Justiça de Defesa do Meio Ambiente

Rua Márcio Luiz Veras Vidor, 10,. 9º andar, sala 931 – Praia de Belas – Porto Alegre-RS

Fones: (0xx51) 3224-3033, ramais 1009 e 1050

E-mail: meioambiente@mp.rs.gov.br

Rio de Janeiro

Fone: (0xx21) 2261-9954

São Paulo

Fone: (0xx11) 6955-4352

E-mail: meioamb@mp.sp.gov.br

Santa Catarina

Fone: (0xx48) 229-9000

E-mail: pgj@mp.sc.gov.br

3. Caso seja mal atendido na Delegacia:

São Paulo

Polícia Civil:

Fone: (0xx11) 3258.4711; 3231.5536 e 3231.1775 – Rua da Consolação, 2333

Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo:

http://www.ssp.sp.gov.br

Rio Grande do Sul

Secretaria de Justiça e Segurança – Rio Grande do Sul

http://www.sjs.rs.gov.br/

Ouvidoria da Secretaria de Justiça e Segurança

Rua Sete de Setembro, 666, 2º andar, de segunda à sexta-feira, das 9h às 17h.

Telefone 0800-999801, funciona das 10h às 17h nos dias úteis.

Caixa Postal 1100, Porto Alegre/RS.

E-mail: ouvidoria@sjs.rs.gov.br

4. Polícia Florestal:

São Paulo

(11) 221.8699; São José do Rio Preto: (17) 234.3833; Guarujá: (13) 354.2299; Birigui: (18) 642.3955

5. IBAMA:

(Tel: 0800-618080 – “Linha Verde”).

6. Disque-denúncia:

RJ – 0xx21-2253-1177

RS – 9090-3288-5100 (ligações de Porto Alegre) ou (0xx51) 3288-5100 (ligações do interior do Estado)

Fonte: http://www.eugostodebicho.com.br

VEJA O VÍDEO NO YOUTUBE SOBRE COMO DENUNCIAR MAUS-TRATOS COMETIDOS CONTRA OS ANIMAIS. CLIQUE AQUI!

denuncia_capa_irmaos

Menina de seis anos salva pônei deformado

Menina de seis anos faz apelo para evitar sacrifício de pônei deformado

Maddison e pônei Diego  Foto: Reprodução/Daily Mail
Maddison e pônei Diego Foto: Reprodução/Daily Mail
Maddison e pônei Diego Foto: Reprodução/Daily Mail
Maddison e pônei Diego Foto: Reprodução/Daily Mail
Uma garota de seis anos está fazendo uma campanha para arrecadar recursos para uma operação que pode salvar a vida de seu pônei, que nasceu com o rosto deformado.

Continuar lendo Menina de seis anos salva pônei deformado

50 Conseqüências Fatais da Experimentação em Animais

50 Conseqüências Fatais da Experimentação em Animais

testes-animais

01) Pensava-se que fumar não provocava câncer, porque câncer relacionado ao fumo é difícil de ser reproduzido em animais de laboratório. As pessoas continuam fumando e morrendo de câncer. (2)
02) Embora haja evidências clínicas e epidemiológicas de que a exposição à benzina causa leucemia em humanos, a substância não foi retida como produto químico industrial. Tudo porque testes apoiados pelos fabricantes para reproduzir leucemia em camundongos a partir da exposição à benzina falharam. (1)

Continuar lendo 50 Conseqüências Fatais da Experimentação em Animais